quinta-feira, 10 de junho de 2010

São Paulo Fashion Week: Dia 1


Começou nesta quarta-feira, dia 8, a edição primavera/verão 2011 da São Paulo Fashion Week, o mais importante evento do calendário de moda nacional. No evento, 39 grifes vão antecipar as grandes tendências da moda brasileira para a estação.
Por aqui, Gisele Bündchen - pela 1ª vez depois do nascimento de seu filho Benjamin - desfila ao lado do ator Reynaldo Gianecchini para a Colcci, Michelle Alves é a estrela da Água de Coco e Raquel Zimmermann vem para a Animale.
Entre as internacionais, vai ter Paris Hilton para a Triton, a tcheca Eva Herzigova para Adriana Degreas, Chanel Iman para a Rosa Chá e a Cia Marítima importa 10 nomes para sua passarela, além de ter exclusividade da brasileira Isabeli Fontana.
Pois é girls, preparem-se para muita moda e muitos desejos de consumo, rsrs!


Tufi Duek
A coleção da Tufi Duek, assinada pelo estilista Eduardo Pombal, evidencia as mudanças na marca, que deixa de ter o nome Forum e segue apenas com o de seu fundador. Clean, as peças são baseadas em linhas geométricas, com referências ao futurismo dos anos 1960. O estilista abusou de transparências, que aparecem ora mais ousadas, ora mais sutis. A tecnologia têxtil apresentada recebe o nome de “invisible light”, que dá forma às peças com aspecto translúcido e caimento fluido. Interessante é a proposta da bolsinha com alça tipo coleira, presa no braço, para não ter perigo de a nova mulher Tufi Duek, visivelmente mais descolada, esquecer os pertences na balada.



Erika Ikezili
A estilista exagerou na mistura de cores, estampas, bordados e tecidos, em coleção que enaltece a natureza. O excesso de informação toma conta dos vestidos, que apresentam desde a modelagem sereia ao godê folgadinho, feitos de rendas, tule, tafetá, algodão e seda. Franzidos e babados são misturados e quase viram uma coisa só na roupa-retalho (cheia de recortes, junções e remendos intencionais), de comprimento predominantemente míni. Detalhe na bolsa tipo saquinho com cabelo artificial à moda rastafári, em comprimento que vai até o chão.



Priscila Darolt
Com coleção enxuta, Priscilla Darolt aposta em minivestidos de camurça e couro para o verão 2011. A modelagem é manjada, reta e estruturada, com recortes geométricos nas barras e no colo e cintura marcada. Em algumas peças, a camurça recebeu um transfer - uma espécie de banho de calor - e fica parecida com verniz. Apesar da tecnologia, algumas peças têm aspecto rústico e são facilmente confundidas com roupas de inverno.


Rosa Chá
A coleção da Rosa Chá confirma a mudança de identidade da marca, antes famosa por ser uma das mais importantes grifes de moda praia do circuito nacional. Com assinatura de Alexandre Herchcovitch, sutiãs, calcinhas e collants estruturados que transitam entre a definição “biquíni” e “lingerie” fazem par com vestidos míni e compridos, ora colados no corpo, ora soltos, com pegada de lambada e muito movimento. As peças misturam vários tipos de tecido. De uma lycra dublada com toque acetinado, num efeito que acaba parecendo neoprene, aparecem recortes em tule e crambraya. Uma linda estampa de folhas de tinhorão em gaze indiana e um floral bem colorido num tecido mais estruturado tipo piquê foram os destaques da coleção.



Reserva
A inspiração da marca vem de Jay Adams e seus Z-boys californianos - os skatistas mais-mais dos anos 1970, que inventaram o half pipe e tinham um estilo bem próprio ao se vestir, mesclando as tribos do skate às do surf. O mix de influências setentistas da tribo apareceu em uma coleção tipo baguncinha freestyle. Listras, estampas, cores discretas e coloridos chapados. Tudo isso ao lado do sempre bom trabalho em tricô dos reservistas. Os dolphin shorts, aquele tipo clássico de corrida, tenta atingir um público não tão adepto a exibir as pernas - e aparecem adornados com fivelas nas laterais. Para os mais corajosos, uma adaptação das calças boca de sino - justas em cima, de cavalo baixo (tipo saruel) e com leve abertura depois dos joelhos.



Cia. Marítima
Inspirada no Marrocos e com uma passarela recheada de tops, a Cia. Marítima encerrou o dia 1 deste SPFW, oscilando entre referências explícitas ao Oriente, como drapeados, jadpurs emedalhinhas, a estampas de animais e estampas corriqueiras, coloridas, que são a cara da marca desde o início, há 20 anos. Na modelagem, as novidades são o new top cortininha, com bojo interno, o bojo mais rígido no tomara-que-caia e a tanga Floripa, bem pequena na parte de trás. Tops bordados, caftãs e túnicas esvoaçantes à la Carrie Bradshaw em Sex and The City 2, completam o clima de Mil e Uma Noites da coleção.


Fútil? Never. Dondoca? Ever!
Beijinhos,
Fabíola Mota

2 comentários on "São Paulo Fashion Week: Dia 1"

Cammy Redling on 10 de junho de 2010 16:17 disse...

Oii Fabi!!!
Eh muito legal SPFW neh?!!!
Serio que a Paris Hilton vai desfilar??? rs...
Nao sabia q ela desfilava...rss To por fora...rsrsrs!

Amanha tenho post novo!!!!
Espero a sua visita ok?!!!!
BJOKAS CAMMY!!

Nayara Amoêdo on 11 de junho de 2010 08:08 disse...

Sem dúvida a que eu mais gostei foi a coleção da Tufi Duek!

Postar um comentário

Comentem dondocas!

 

Dondocas de Plantão | Fabíola Mota Copyright 2008 Fashionholic Designed by Ipiet Templates Supported by Tadpole's Notez